“Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus” (Marcos, 4,3).

Reflexão:

Não há felicidade na ambição, na avareza, na cobiça, não há felicidade em ter por ter, e cada vez querer ter mais. Experimente a felicidade de um coração que sabe partilhar, dividir e cuidar. Experimente ser feliz e bem-aventurado tendo um coração desprendido e pobre.

Casais: Como temos ajudado os nossos irmãos e irmãs mais necessitados neste tempo de pandemia? CMFSMR?

SACERDOTES e RELIGIOSAS (OS): Como tenho ajudado os meus irmãos e irmãs mais necessitados neste tempo de pandemia? CMFSMR?

ARQUIDIOCESE DE PORTO VELHO-RO