“Pai santo, eu não te rogo somente por eles, mas também por aqueles que vão crer em mim pela sua palavra; para que todos sejam um como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, e para que eles estejam em nós, a fim de que o mundo creia que tu me enviaste”. (João 17,20-21)

Reflexão:

Quando olhamos para Jesus, n’Ele há um testemunho nítido de amor e comunhão entre Ele e Seu Pai. Entre o Filho e o Pai há uma comunhão sublime e sagrada, testemunhada em todas as ações do Filho, porque Ele não faz nada se não for no Pai, porque o Pai está no Filho e o Filho no Pai. Que beleza é a comunhão, a união e o amor que Os une!

Casais: Que tipo de sinal fomos para os demais durante está semana passada? CMFSMR?

SACERDOTES e RELIGIOSAS (OS): Que tipo de sinal fui para a minha Igreja/ Comunidade durante está semana passada? CMFSMR?

ARQUIDIOCESE DE PORTO VELHO-RO